Atividades Individuais

Ana Caroline Basto Fonseca

Bárbara Loiola

Gustavo Pereira dos Santos Maia

Jonas Amaral

Lílian Campos

Por Ana Caroline Basto Fonseca

Análise das oficinas 

Novos amigos:  O grupo falou sobre o Diploma identificando o trâmite, autenticidade, lista dos prováveis formandos e teve notícias de Ex-BBB usando diploma falso. Ao final da oficina houve uma brincadeira para o grupo identificar os elementos obrigatórios no diploma.

Desarquivando: O grupo falou sobre convênios da UnB com outras instituições de ensino superior para intercâmbio e “graduações sanduíche”, os requisitos (legal que vão falar até sobre a época do ano para fazer a viagem) e trâmites, editais, autenticidade e o painel deles tinha fotografias de vários países. Ao final da oficina teve um marca-página de brinde.

Os bárbaros: O grupo irá falou sobre o projeto sobre a memória do movimento estudantil, explicou sobre diplomática e trâmite e tinha várias fotografias no painel. No final da apresentação da oficina o grupo deu um certificado com papel timbrado e todos os elementos obrigatórios para o participante analisar um documento como na aula de diplomática.

Quarteto diplomático: O grupo falou do processo de troca de curso, principalmente os requisitos, trâmites, levou o edital, tirou dúvidas do público quanto a transferência e ao final da oficina deu um bombom.

Atividade sobre as prévias das oficinas

Durante a última aula, foi nos dada a missão de assistir e apresentar uma prévia do que será apresentado nas oficinas de sexta.

Novos amigos -> O grupo irá falar na oficina sobre o diploma, focando no trâmite, a autenticação e sua história, produtor, como solicitá-lo e a guarda no ACE.

Desarquivando – > O grupo falará sobre convênios da UnB com outras instituições de ensino superior para intercâmbio e “graduações sanduíche”, os requisitos (legal que vão falar até sobre a época do ano para fazer a viagem) e  trâmites.

Quarteto diplomático -> O foco do grupo será o processo em que os estudantes solicitam a de troca de curso, ressaltando a parte dos requisitos, trâmites,  como estudantes de outras universidades podem ingressar.

Os bárbaros -> O grupo irá falar sobre o PROMEMEU que é um projeto sobre a memória do movimento estudantil (Legal que é exatamente a sigla!) e no final o participante poderá analisar um documento, como os exercícios da aula de diplomática.

Atividade sobre a importância da Diplomática para a Arquivologia

A diplomática serve para analisar a diferença entre um documento original e uma cópia, para isso é necessária uma análise crítica da espécie documental considerando sua relação com o contexto em que foi criado. Para a arquivologia é importante distinguir os documentos autênticos das falsificações, para não acumular volumes desnecessários que não terão importância no futuro e para tal fim é necessário analisar a estrutura formal do documento que na maioria das vezes segue um padrão. Um contrato de estágio sem as assinaturas e carimbos necessários é apenas um papel, não é considerado autentico e não há nenhuma validade.

Observações individuais após visita ao Arquivo Central da UnB

Atividade procedente da visita realizada da data de 24 de março no Arquivo Central da UnB que consistiu na divisão dos grupos em quatro personagens: Observador, Investigador, Jornalista e Relator.

Bom, fiquei responsável pelo papel do investigador, fomos todos os investigadores juntos para uma sala do ACE, onde a Ketlyn respondeu todas as nossas perguntas sobre as perguntas que estavam no roteiro.

Bizagi

Na atividade do Bizagi foi feito apenas um para o grupo, com a exceção dos integrantes, Lílian Campos (Faltou no dia mas fez a atividade posteriormente individual) e Gustavo que não pertencia ao nosso grupo.

Acesso ao documento

Atividade Sobre autenticidade e veracidade

Não conseguimos extrair o link do comentário, mas tiramos o print para comprovar a participação no ciranda-cirandinha, que foi um método diferente de exercitar nossos conhecimentos sobre o texto da semana.

blog

Por Bárbara Loiola

Análise das oficinas

Quarteto diplomático – O grupo abordou um tema muito procurado pelos alunos da UnB, que é a mudança de curso. Eles explicaram sobre como o processo é iniciado, com o requerimento do aluno, a verificação dos requisitos para a solicitação da transferência e quais unidades da universidade participam do processo, como o SAA.

Desarquivando – O tema abordado pelo grupo Desarquivando foi o de mostrar as oportunidades e requisitos para realizar intercâmbio em universidades no exterior que tenham convênio com a UnB, abordando quais os pontos devem ser analisados antes de escolher uma instituição como custos, bolsa, localização e etc. Demonstraram todo o trâmite do processo de ingresso em intercâmbio com o foco nos princípios arquivísticos de diplomática e tipologia.

Novos Amigos – O grupo teve como foco da oficina a solicitação de diploma dos formandos da universidade. Eles explicaram como solicitar, quais os pré-requisitos, documentos necessários para requerer o diploma. Focaram também na importância da diplomática para verificar a autenticidade de um documento tão importante que é o diploma acadêmico, demonstrando casos de fraudes onde foram apresentados documentos falsos.

Diplogia – O grupo abordou o processo de compra de material permanente na universidade, focando em casos de dispensa de licitação, mostrando quais os procedimentos e o trâmite deste processo. Fazendo um link com a questão da diplomática, o grupo abordou sobre como esse processo pode ser fraudado com facilidade e também salientando a importância da arquivologia nesse processo.

 Atividade sobre as prévias das oficinas

Enfim estamos próximos ao final do semestre, e com isso chegamos ao momento mais esperado da disciplina de DTD: a apresentação das oficinas. Mas antes da apresentação de fato, foi realizada durante a aula uma prévia do que seriam as apresentações de cada grupo. Eis aqui uma pequena análise do que alguns grupos estão preparando para a oficina:

Novos Amigos – Irão apresentar o diploma, como solicitá-lo, quais documentos devem ser apresentados para fazer a solicitação, abordando a questão da autenticidade e do trâmite.

Os bárbaros – O grupo vai tratar sobre o Projeto Memória do Movimento Estudantil (PROMOMEU) explicando para o público sobre o que foi esse projeto na história da UnB e irão utilizar fotografias para fazer a dinâmica da apresentação.

Quarteto Diplomático – O foco deste grupo será o processo interno de transferência de curso, apresentando os pré-requisitos, como deve ser feito o requerimento e como é o trâmite do processo.

Desarquivando – O grupo irá abordar o tema de intercâmbio de alunos da UnB com outras universidades parceiras pelo mundo, quais são os pré-requisitos para ingressar em um intercâmbio e outros assunto relacionados, fazendo conexões com o foco na autenticidade de documentos.

Atividade sobre a importância da Diplomática para a Arquivologia

A diplomática nasceu com o objetivo de analisar criticamente os documentos, contando com elementos intrínsecos e extrínsecos que podem afirmar sua autenticidade e com base em critérios de identificação de falsificação e de originalidade. Assim, a diplomática se torna um campo muito importante da Arquivologia, pois é ela que vai comprovar a autenticidade de documentos que possuem valor probatório de alguma atividade. E com a análise diplomática destes documentos, será possível também constatar se a informação contida neles é verdadeira, tornando o documento uma fonte confiável para seu uso.

Observações individuais após visita ao Arquivo Central da UnB

Atividade procedente da visita realizada da data de 24 de março no Arquivo Central da UnB que consistiu na divisão dos grupos em quatro personagens: Observador, Investigador, Jornalista e Relator.

Eu fiquei com a função do Jornalista, que consistiu em ir em busca de alunos pela universidade para fazer algumas perguntas sobre o ACE. Fui ao ICC Sul e abordei alguns estudantes questionando-os sobre seus conhecimentos sobre o ACE, como por exemplo, se eles sabiam aonde ficava, quais documentos são guardados lá, se já tinham visitado, etc. A grande maioria dos alunos informou não conhecer o ACE, muito menos os documentos que lá eram arquivados. E alguns deles abordaram sobre a importância da divulgação da função do ACE, sua localização e a sua importância institucional na universidade.

Bizagi

Na atividade do Bizagi foi feito apenas um para o grupo, com a exceção dos integrantes, Lílian Campos (Faltou no dia mas fez a atividade posteriormente individual) e Gustavo que não pertencia ao nosso grupo.

Acesso ao documento

Atividade Sobre autenticidade e veracidade

barbara

Por Gustavo Pereira dos Santos Maia

Análise das oficinas

Alpha: O grupo falou sobre o (PIBIC), explicando o tramite necessário para que o aluno da UnB participasse do programa. fez a relação da importância academica do arquivamento e a relação com Diplomática e Tipologia Documental.

Novos Amigos: Oficina sobre diploma, falou sobre o tramite necessário para a solicitação do diploma e sua relação com Diplomática e Tipologia Documental, falaram sobre questões relacionadas a autenticidade dos documentos, inclusive sobre aspectos intrínsecos e extrínsecos.

De volta ao passado: O grupo abordou os documentos necessários para utilizar os imóveis Funcionais da UnB. Deu ênfase no tramite e nas obrigações necessárias para a solicitação dos imóveis. Também falou sobre a autenticidade e como ela é importante para a aceitação e oferta dos imóveis.

Quarteto diplomático: O grupo abordou a mudança de curso na Universidade de Brasília, dando ênfase ao trâmite dos documentos necessários. Falou sobre o SEI e os pré requisitos para o aplicante e um pouco sobre a importância da arquivologia.

Por Jonas Amaral

Análise das oficinas

 Quarteto diplomático: o grupo falou sobre o processo de troca de curso na UnB, a apresentação foi bem simples mas com bastante informação. Eles abordaram o documento que é preenchido para se fazer a troca de curso e os requisitos necessários para tal.

Os bárbaros:  o grupo falou sobre o PROMEMEU (projeto memória do movimento estudantil), a apresentação do grupo foi bastante interessante, eles utilizaram bastante interação com o público através de dinâmicas voltadas para a diplomática e documentos fotográficos.

Desarquivando: o grupo falou sobre os convênios celebrados entre UnB e instituições estrangeiras, mostraram os tipos de convênios, o trâmite, o destino final do documento e falaram um pouco sobre autenticidade.

Novos Amigos: o grupo falou sobre diplomas, mais especificamente da autenticidade, explicaram um pouco sobre os conceitos e mesclaram isso com notícias de diplomas falsos, além disso, propuseram uma dinâmica muito interessante que consistia em montar um diploma.

Comitê Estudantil de Arquivologia: o grupo falou sobre o processo de reenquadramento funcional, mostraram o seu tramite através do Bizagi e fizeram ótimas dinâmicas que abordaram as funções dos documentos e alguns conceitos da arquivologia.

Atividade sobre as prévias das oficinas

Quarteto diplomático: o grupo irá falar sobre o processo de troca de curso na UnB, a apresentação está simples e bem didática, achei muito interessante e eficaz o grupo conseguir o termo de transferência para mostrar para as pessoas, acredito que muitos alunos vão se interessar pelo tema escolhido.

Os bárbaros:  o grupo irá falar sobre o PROMEMEU (projeto memória do movimento estudantil), falar um pouco sobre o projeto, sobre a arquivologia de forma geral e fazer uma dinâmica com fotos, através disso eles irão mostrar a importância da fotografia para aquele fundo.

Desarquivando: o grupo irá falar sobre os convênios celebrados entre UnB e instituições estrangeiras, irão mostrar os tipos de convênios, o trâmite, o destino final do documento e falarão um pouco sobre autenticidade.

Novos Amigos: o grupo irá falar sobre diplomas, mais especificamente da autenticidade, irão explicar um pouco sobre os conceitos e mesclar isso com notícias de diplomas falsos. Achei um ótimo tema e creio que atrairá vários alunos.

Atividade sobre a importância da Diplomática para a Arquivologia

Como todos sabemos, vários documentos arquivísticos possuem valor secundário, o que pode fazer com que ele se torne permanente. Esse seria um caso aonde a diplomática se faz essencial, visto que precisamos guardar e preservar os documentos autênticos e que possuam a informação verdadeira, para afirmarmos tal autenticidade e veracidade, usamos a diplomática.

O uso da diplomática para se afirmar a autenticidade e a veracidade dos documentos também se faz presente na fase corrente, diversas informações são usadas para auxiliar os gestores a tomarem decisões e fazerem um planejamento estratégico. Para que essas ações possam ser tomadas, é imprescindível que as informações sejam corretas e confiáveis.

Além de estar presente nas duas principais bases da Arquivologia, a administração e a história, a diplomática também se faz presente no nosso dia a dia. Temos como exemplo a nossa declaração de matrícula da faculdade (a mesma que o Grupo Arquivo Anônimo postou na atividade enganando Daniela), para ser autentica ela necessita do carimbo e da assinatura na parte de trás, para ser verdadeira, necessita que todas as informações do aluno sejam verdade, nesse caso sua matrícula e nome. Por fim, para que a a declaração sirva para a sua função, ela precisa estar acompanhada da carteirinha estudantil e estar no prazo de validade estabelecido.

 Observações individuais após visita ao Arquivo Central da UnB

Atividade procedente da visita realizada da data de 24 de março no Arquivo Central da UnB que consistiu na divisão dos grupos em quatro personagens: Observador, Investigador, Jornalista e Relator.

Fui designado como Observador, tinha o papel de olhar o arquivo, sem poder tocar, anotar ou tirar fotos. Fui levado ao arquivo no andar abaixo do térreo, possuía varias estantes deslizantes com caixa arquivo. Os documentos que lá estavam eram diversos, desde diplomas até processos de transferências, também pude notar que alguns espelhos das caixas estavam inapropriados, danificando a informação que continha.

Bizagi

Na atividade do Bizagi foi feito por parte grupo, dois integrantes não participaram nesta atividade, o Gustavo não fazia parte do grupo, a Lílian faltou no dia, mas postou posteriormente.
Acesso ao documento

Atividade Sobre autenticidade e veracidade

jonS

Por Lílian Campos

Análise das oficinas

Alpha: Apresentaram trabalho sobre o Projeto de Iniciação Científica. Mostraram o trâmite do processo para o Projeto por meio da ferramenta bizagi, explicaram os pré-requisitos e alguns conceitos arquivísticos.

Arquivo Anônimo: Apresentaram trabalho sobre o Processo de Reintegração de aluno na Universidade de Brasília/UnB. Explicaram o trâmite dos documentos necessários para a reintegração por um aluno desligado da Universidade. Informaram a forma adequada para solicitação a reintegração na UnB.

Comitê estudantil de arquivologia: Apresentaram trabalho sobre o Processo de Reenquadramento Funcional. Explicaram o processo de reenquadramento e os respectivos documentos. Apresentaram também conceitos arquivísticos estudados durante o semestre. Com a finalidade de consolidar o que foi apresentado, realizaram três dinâmicas:

Bizagi→ Apresentou a ferramenta como instrumento de construção do trâmite por meio do fluxograma.

Guarda ou joga fora→ A dinâmica consistia na apresentação de diversos documentos, o grupo informava uma função e perguntavam quais os documentos na referida função. Os documentos que não se enquadravam na função eram descartados, os escolhidos, guardados.

Quis eletrônico→ Jogo de perguntas sobre os conceitos arquivísticos abordados pelo grupo.

Novos Amigos:  Apresentaram trabalho sobre o Processo de Homologação de Diplomas da UnB. Explicaram o trâmite para a solicitação do diploma até a homologação deste, os documentos necessários para tal homologação e o local em que deve dar entrada na solicitação. Com a finalidade de consolidar o que foi apresentado, realizaram uma dinâmica:

Identificação de elementos→ Identificar os elementos que atestam a autenticidade do diploma relacionando aos conceitos diplomáticos.

Os Forasteiros: Apresentaram trabalho sobre a Transferência Obrigatória da UnB. Utilizaram a ferramenta bizagi de forma criativa no mural para apresentar o trâmite da solicitação. No mural também estavam conceitos sobre arquivologia, diplomática e tipologia, dessa forma, iam explicando os conceitos apontados.

Atividade sobre as prévias das oficinas

Os Bárbaros: O grupo trabalhará o tema PROMEMEU (Projeto Memoria do Movimento Estudantil), irá contextualizar o projeto explicando conceitos relacionados em ralação as aulas de Diplomática e Permanente 1. Uma dinâmica com fotos será proposta onde o intuito será uma analise tipológica e caracterização do fundo

Novos Amigos: O grupo trabalhará o documento “Diploma” identificando o trâmite, autenticidade, diferenciações de emissor e produtor e uma lista de prováveis formandos, trabalhará a questão da autenticidade por meio de notícias de diplomas falsos.

Quarteto Diplomático: O grupo vai abordar o tema “processo de mudança de curso e opção”. Farão de forma simulada como seria esse processo e com a introdução do SEI (Sistema Eletrônico Informações) e apontará as mudanças do processo com a implantação do SEI.). Explicarão quem é o produtor arquivístico do documento, os requisitos, do processo. Para lembrancinha vão entregar um recibo, com o endereço do blog para mais informações.

Forasteiros: O grupo trabalhará o “processo de transferência”, a documentação necessária para realizar a solicitação e o trâmite. O tema será explanado em três etapas, requerente, SAA, Colegiado e cada integrante do grupo representará o papel de cada etapa.

Atividade sobre a importância da Diplomática para a Arquivologia

Como definido no Dicionário Brasileiro de Terminologia Arquivística, Diplomática tem como objetivo o estudo da estrutura formal e da autenticidade dos documentos. Entendo que a Diplomática norteia a forma de estudar as características dos documentos por meio da relação com o contexto em que foram produzidos, a finalidade para quais foram produzidos, e o seu produtor, observando os metadados e as atribuições de tais documentos, possibilitando essa análise definida, ou seja, reconhecer ou não a autenticidade documental.

Atividade 4 (Faltei a aula, fiz a atividade em casa)

Atividade proposta no dia 07/04/2017, fazer um fluxograma sobre o trâmite de um processo do SEI usando software Bizagi.

Acesso ao documento

Observações individuais após visita ao Arquivo Central da UnB

Atividade procedente da visita realizada da data de 24 de março no Arquivo Central da UnB que consistiu na divisão dos grupos em quatro personagens: Observador, Investigador, Jornalista e Relator.

Como fiquei com o papel de “Relatora”, todas as minhas observações são advindas das passadas pelos demais colegas e já foram reportadas no blog sendo elas:

Espécies documentais existentes no CEDOC:

  • Memorandos, relatórios, ofícios, cartas, atas, processos, resoluções, matrículas, certificados de graduação.
  • Funções correspondentes de tais espécies?
  • Memorando: comunicar sobre as consultorias arquivísticas
  • Relatório: relatar os resultados de atividades arquivísticas anual
  • Ofício: diversas
  • Carta: comunicar transferência de alunos de graduação
  • Ata: Registro de acontecimentos em um determinado evento (reunião, assembleia, etc.)
  • Processo: Transferência
  • Resolução: informes sobre procedimentos administrativos
  • Matrícula: comprovar a efetivação de matrícula de alunos
  • Certificado de graduação: certificar a conclusão da graduação do discente.

Tipos documentais existentes no CEDOC:

  •  Atos de reitoria;
  • Atos de criação de cursos;
  • Memorando de solicitação de compra de material.

Séries documentais do arquivo do CEDOC com as respectivas fases do ciclo de vida, de acordo com a teoria das 3 idades.

  •  Atividade meio – Conarq
  •  Atividade fim – Institutos Federais de Ensino

O ciclo de vida atende a teoria das 3 idades: há fase corrente, intermediária e permanente.

– Corrente: arquivo de uso frequente, de uso administrativo;

– Intermediário: Semi-ativo; Frequência de uso quase nula;

– Permanente: Arquivo de valor histórico, sendo recolhido, jamais eliminado.

Ações arquivísticas poderiam ser implantadas no CEDOC:

Criar um laboratório de restauração, qualificação e aprimoramento da mão de obra dos técnicos de arquivo, padronização de atividades, etiquetas e caixas, trabalhos de difusão arquivística, divulgando o CEDOC como uma instituição, indicando a função do arquivo e sua localização.

Atividade Sobre autenticidade e veracidadelili

Anúncios